CRUZ METAL MÃO 28CM 02
Cód:
ETAA0037240200

Nossos produtos são artesanais. Sendo assim, pequenas alterações nas cores, desenhos, tamanhos, pesos e formatos das peças podem ocorrer

Por: R$ 705,00ou X de

Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 705,00
  • 2X de R$ 352,50 sem juros
  • 3X de R$ 235,00 sem juros
  • 4X de R$ 176,25 sem juros
  • 5X de R$ 141,00 sem juros
  • 6X de R$ 117,50 sem juros
  • 7X de R$ 100,71 sem juros
  • 8X de R$ 88,12 sem juros
  • 9X de R$ 78,33 sem juros
  • 10X de R$ 70,50 sem juros
Outras formas de pagamento

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Descrição do Produto

Descrições

ApresentaçãoOrigem: ETIÓPIA
Cidade: ADDIS ABABA
Material Principal: METAL/BRONZE
Tamanho (LxPxA cm): 11x5x30
Peso (kg): 0,220
BenefíciosO cristianismo chegou à Etiópia no século IV. Em 325, alguns anos após Constantino ter declarado o cristianismo a religião do Império Romano, o imperador Ezana de Aksum converteu-se à fé cristã, tornando a religião oficial da Etiópia e instrumento de unificação do país.

A Igreja etíope nasceu ligada à Sé de Alexandria, no Egito, e separou-se da comunhão católica em 451, durante o Concílio de Calcedônia. Cercada pelo islã e sem contato com o exterior, a Igreja desenvolveu por si própria, com tradições bastante peculiares e marcadamente judaicas, sustentada pelos monges. O cristianismo etíope sobreviveu à pressão islâmica, entre outros fatores, porque os textos sagrados foram traduzidos em ge’ez - uma língua semita antiga e desconhecida pela grande maioria.
CaracterísticaAs cruzes maiores da Etiópia são usadas por sacerdotes em cerimônias religiosas. Elas são feitas à mão, pelo processo de cera perdida (portanto não há uma igual a outra) em seguida, niqueladas.

As bênçãos das cruzes são feitas pelos sacerdotes da Igreja etíope copta. Em um sinal de devoção, os fiéis beijam três vezes as extremidades da cruz. Cada cruz copta é única em sua forma artesanal e isso determina a sua cidade natal. Os três principais estilos de cruzes são: cruz de Lalibela, Gondar e a cruz de Axum.

A Etiópia é o berço da mais antiga teologia ortodoxa, baseada essencialmente no Antigo Testamento. Supostamente remota à época em que a rainha de Sabá foi à Jerusalém e supostamente teve um filho com o rei Salomão, chamado Menelik.
  • Criado por evision plataforma vtex