MESA BAMILEKE MIÇANGA LEOPARDO 14
Cód:
CABE0039311400

Nossos produtos são artesanais. Sendo assim, pequenas alterações nas cores, desenhos, tamanhos, pesos e formatos das peças podem ocorrer

Por: R$ 3.150,00ou X de

Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 3.150,00
  • 2X de R$ 1.575,00 sem juros
  • 3X de R$ 1.050,00 sem juros
  • 4X de R$ 787,50 sem juros
  • 5X de R$ 630,00 sem juros
  • 6X de R$ 525,00 sem juros
  • 7X de R$ 450,00 sem juros
  • 8X de R$ 393,75 sem juros
  • 9X de R$ 350,00 sem juros
  • 10X de R$ 315,00 sem juros
Outras formas de pagamento

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Descrição do Produto

Descrições

ApresentaçãoOrigem: CAMARÕES
Etnia: BAMILEKE
Material Principal: MADEIRA
Material Secundário: MIÇANGA
Tamanho (LxPxA cm): 35x35x35
Peso (kg): 8,500
BenefíciosA tribo Bamileke era originalmente de uma área ao sul dos Camarões conhecido como Mbam. Os comerciantes do século 17 deslocaram-se e estão atualmente na savana ocidental dos Camarões. Hoje a população é de cerca de oito milhões de pessoas. Embora a tribo seja composta principalmente de agricultores, eles também são caçadores e comerciantes. As mulheres são responsáveis por plantar e colher devido à crença de que as mulheres fazem o solo mais fértil. As principais culturas cultivadas são o inhame, amendoim e o milho. Os homens da tribo ajudam com a limpeza do terreno e a caça.

A tribo cultua um deus supremo e seus antepassados. Ela é regida por um chefe da aldeia e apoiada por um conselho de anciãos. No passado acreditava-se que o chefe tinha poderes sobrenaturais que o permitia se transformar em um animal (elefante, búfalo ou leopardo). O chefe é responsável pela proteção de seu povo e de garantir a fertilidade das colheitas e campos.

A maior parte do artesanato produzido pela tribo Bamileke é associado com as cerimônias da realeza. As estátuas representam o chefe. Os objetos de arte mostram a posição de uma pessoa na hierarquia da sociedade.

Na residência de um chefe é comum encontrar estátuas de ancestrais, máscaras, cocares, pulseiras, tronos de contas, colares, espadas, chifres, marfim, peles de leopardo, vasos de terracota etc. Tudo isso utilizado para afirmar o poder do chefe. Artesanato de miçangas e máscaras são comuns nesta tribo. Máscaras são decoradas com cobre, búzios e contas. As de elefante e as de búfalos representam poder e força. As máscaras são geralmente usadas nas cerimônias e rituais, tais como funerais e festas anuais.
  • Criado por evision plataforma vtex