PANÔ KENTE ASHANTI
Cód:
GNAS0033830500

Nossos produtos são artesanais. Sendo assim, pequenas alterações nas cores, desenhos, tamanhos, pesos e formatos das peças podem ocorrer

Por: R$ 920,00ou X de

Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 920,00
  • 2X de R$ 460,00 sem juros
  • 3X de R$ 306,66 sem juros
  • 4X de R$ 230,00 sem juros
  • 5X de R$ 184,00 sem juros
  • 6X de R$ 153,33 sem juros
  • 7X de R$ 131,42 sem juros
  • 8X de R$ 115,00 sem juros
  • 9X de R$ 102,22 sem juros
  • 10X de R$ 92,00 sem juros
Outras formas de pagamento

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Descrição do Produto

Descrições

ApresentaçãoOrigem: GANA
Etnia: ASHANTI
Material Principal: TEXTIL/ALGODAO
Tamanho (LxPxA cm): 100x0x162
Peso (kg): 0,700
BenefíciosOs Ashanti são os mais conhecidos dentre os povos Akan de Gana, na região ocidental da África.
Eles ocupam uma grande área do centro-sul do país e estão organizados numa confederação de
estados, sendo que cada estado é dirigido por um chefe supremo, que por sua vez, está
subordinado ao rei (Ashantehene).
Além de serem conhecidos pela produção de joias em ouro, esses povos são também admirados
por sua tecelagem, que acreditam ter aprendido com especialistas da atual Costa do Marfim há
séculos atrás. O mais famoso tecido produzido pelos ashanti é o chamado Kente, um termo que
advém da palavra fante kenten, que significa “cesta”.
Historicamente, o tecido kente era um símbolo da realeza. Durante séculos era a figura do rei
(Ashantehene) quem controlava a sua produção e utilização, até este adquirir, ao longo do
tempo, um uso mais generalizado. Viajantes que estiveram no reino Ashanti observaram que
havia uma diferenciação hierárquica entre membros da corte, através do tipo de roupa e de
tecido, bem como o hábito de enterrar os chefes utilizando esses panos, tradição, aliás, ainda
viva nos dias de hoje. Além de sua utilização como vestimenta, o tecido kente também aparece
em muitas outras importantes formas de regalia entre os ashanti, incluindo tambores, escudos
e guarda-sóis.
Os variados motivos geométricos presentes nesses tecidos são produzidos tanto em algodão
quanto em seda. Alguns padrões são feitos exclusivamente para homenagear pessoas
socialmente importantes como governantes, reis, rainhas, artistas e suas famílias, entre outros.
Outros padrões se referem a plantas, animais ou objetos cotidianos, bem como a temas como
riqueza, paz e bem estar. E finalmente, outros motivos são baseados em algum evento ou ocasião
particular.
No que diz respeito às cores, a azul, a verde, a amarela, a vermelha e a magenta são típicas dos
tecidos usados pelos homens. Já as mulheres usam tecidos menores, mas com um padrão
geométrico que se assemelha ao masculino.
O tecido kente ficou conhecido em outras partes do mundo através da figura do presidente
Kwame Nkrumah, que governou Gana entre 1957 e 1966 e contribuiu para tornar o tecido
símbolo da identidade pan-africana. Atualmente, releituras contemporâneas utilizando esse
tipo de pano podem ser encontradas numa infinidade de modelos de chapéus, bolsas, roupas,
dentre outros artigos.
  • Criado por evision plataforma vtex